Ovodoação

Alguns casais me perguntam sobre a possibilidade de doação de óvulos ou espermatozoides. Não sei exatamente por que, mas tenho recebido uma quantidade crescente de mulheres jovens com reserva ovariana diminuídas ou mulheres com mais de 42, 43 anos em segundas bodas, ou primeiras mesmo.

Na doação de óvulos, vamos fertilizá-los com espermatozoides do marido, que dará seu material genético para o filho. Além disso, a mulher terá a oportunidade de gestar, parir e amamentar o bebê.
Da mesma forma, a utilização de banco de sêmen se presta para que o casal possa realizar a gestação, com a fertilização dos óvulos da mulher. O material genético paterno será de doador, porém, o bebê será gestado e aguardado no seio deste casal amoroso.

Em mulheres que apresentam o quadro de falência ovariana prematura, popularmente conhecida como menopausa precoce ou naqueles casos em que a infertilidade pode ser causada em decorrência a tratamentos de alguns tipos de câncer ou de doenças autoimunes, como quimioterapia e/ou radioterapia, bem como para aquelas que apresentam nos exames preliminares baixa quantidade ou qualidade dos seus óvulos, a melhor indicação a realização do sonho da fertilidade é recorrer à ovodoação.

Receba mais informações sobre ovodoação